Como identificar a ansiedade?

A ansiedade é uma sensação ou sentimento decorrente da excessiva excitação do Sistema Nervoso Central consequente à interpretação de uma situação de perigo.

blog_shutterstock_199106600

Esse distúrbio afeta a maneira como nos sentimos e nos comportamos e pode ficar grave a ponto de manifestar sintomas físicos reais. Em um nível leve pode deixar a pessoa inquieta e desatenta. Já em níveis mais severos pode ser extremamente debilitante e ter um grande impacto na vida diária das pessoas que sofrem com esse mal.

Os transtornos de ansiedade são doenças relacionadas ao funcionamento do corpo e às experiências de vida. A pessoa pode se sentir ansiosa a maior parte do tempo sem nenhuma razão aparente ou pode ter ansiedade às vezes, mas tão intensamente que se sentirá imobilizada. A sensação de ansiedade pode ser tão desconfortável que, para evitá-la, as pessoas deixam de fazer coisas simples (como usar o elevador, por exemplo) por causa do desconforto que sentem.

Os transtornos da ansiedade têm sintomas muito mais intensos do que aquela ansiedade normal do dia a dia. Eles aparecem como: preocupações, tensões ou medos exagerados (a pessoa não consegue relaxar); sensação contínua de que um desastre ou algo muito ruim vai acontecer; preocupações exageradas com saúde, dinheiro, família ou trabalho; medo extremo de algum objeto ou situação em particular; medo exagerado de ser humilhado publicamente; falta de controle sobre pensamentos, imagens ou atitudes, que se repetem independentemente da vontade; pavor depois de uma situação muito difícil; medo de falar em público; insegurança excessiva; problemas pra dormir; tensão muscular; perfeccionismo; comportamentos compulsivos e até ataques de pânico.

Normalmente o tratamento do distúrbio é feito com medicamentos (sempre com acompanhamento e receita médica), psicoterapia com psicólogo ou médico psiquiatra ou combinação dos dois tratamentos (medicamentos e psicoterapia).

A maior parte das pessoas com ansiedade começa a se sentir melhor e retoma as suas atividades depois de algumas semanas de tratamento, por isso, é importante procurar ajuda. O diagnóstico precoce e preciso da ansiedade, o tratamento e o acompanhamento de um profissional são imprescindíveis para obter melhores resultados e menores prejuízos.

E se precisar de nós, não esqueça, basta acessar: http://www.ultrafarma.com.br.

Anúncios

O que você precisa saber sobre a doença de Alzheimer!

O Mal de Alzheimer é uma doença em que o diagnóstico precoce é fundamental para retardar o seu avanço, pois normalmente vai-se agravando com o progredir da demência.

blog_shutterstock_161793374

A doença se apresenta como demência ou perda de funções cognitivas (memória, orientação, atenção e linguagem), causada pela morte de células cerebrais e, quase todas as suas vítimas, são idosos. Quando diagnosticada no início, é possível retardar o seu avanço e ter mais controle sobre os sintomas, garantindo melhor qualidade de vida ao paciente e à família.

Existem alguns sintomas que podem indicar a doença, como: perda de memória recente; dificuldade em executar tarefas do cotidiano, como usar o telefone ou cozinhar; desorientação (dificuldade em identificar a data, a estação do ano, o local onde se encontra); problemas de discernimento, como dificuldade em se vestir de acordo com a estação do ano, por exemplo; problemas de linguagem, como esquecimento de palavras simples associado à dificuldade de compreensão da fala e da escrita;  repetir conversas ou tarefas, devido ao esquecimento constante; trocar o lugar das coisas, como colocar o ferro de passar roupa na geladeira, por exemplo; alteração brusca do humor sem razão aparente; alteração na personalidade de modo a se identificar na pessoa apatia, confusão, agressividade ou desconfiança; perda de iniciativa, com características de desinteresse pelas atividades habituais, apresentado apatia.

Estes sintomas vão se instalando aos poucos e a perda da memória vai se tornando cada vez mais evidente, sendo este o principal sintoma do Alzheimer.

A doença normalmente atinge idosos, a partir dos 70 anos e, quando afeta os jovens, estes sintomas podem começar a aparecer por volta dos 30 anos de idade.

Não esqueça, as informações contidas aqui têm caráter informativo e não devem ser utilizadas para realizar autodiagnostico, auto tratamento ou automedicação. Para obter o diagnóstico e tratamento adequado, procure seu médico.

Você sabe como se livrar da gordura trans? Confira nossas dicas!

Na maioria das vezes, todo alimento que é muito gostoso é calórico, né? E, além das calorias, existe mais um motivo para você parar de consumi-los: a gordura trans.

blog_shutterstock_160085894

Além de aumentar o risco de infarto e acidentes vasculares, a gordura trans eleva o colesterol ruim (LDL), diminui o colesterol bom (HDL), causa mais obesidade abdominal e aumenta o risco do desenvolvimento de diabetes. Ou seja, ela é de fato, a grande vilã da alimentação.

Ela existe para dar mais sabor aos alimentos, além de preservar a durabilidade e consistência da comida. Entretanto, nós não fomos preparados para ingerir a gordura trans. Parece haver uma incapacidade do organismo em eliminá-la e ela fica depositada no corpo. Além disso, não existe nenhum alimento que, quando ingerido, combata a trans ou minimize seus efeitos no organismo.

É melhor dar adeus a grande vilã, certo? Mas infelizmente, não é tão fácil quanto se pensa, vários alimentos possuem gordura trans e você pode conferir quais são eles agora;

– Frango, batata, coxinha, hmmm…. Bateu aquela vontade irresistível de comer fritura? Evite os óleos hidrogenados e faça o alimento em casa com óleo vegetal, por exemplo.

– Apesar da margarina ser considerada uma alternativa saudável no lugar da manteiga, que têm alto nível de colesterol, ela contém gordura trans para preservar a forma sólida do produto, sabia? Tente substituir por uma geleia de frutas e mantenha-se saudável!

– Sobremesas prontas e pipoca de micro-ondas são uma delícia, né? Mas essas opções também contêm gordura trans. Procure produtos mais saudáveis ou prefira as versões caseiras. uma embalagem sem glúten ou prefira uma versão caseira para a sua sobremesa.

– A pipoca de micro-ondas tem gordura trans para deixá-la mais saborosa. A mesma coisa das sobremesas prontas: procure um produto mais saudável ou prefira a versão caseira da pipoca.

Além desses alimentos, muitos outros podem conter gordura trans, por isso, fique sempre atenta e cheque nos ingredientes se há presença de óleo hidrogenado.

Cuide-se! 😉

Conheça a dieta dos 17 dias!

Perder peso costuma ser muito difícil, né? Costumava, pois com a dieta dos 17 dias as coisas parecem ter ficado mais fáceis. Esse é um jeito novo, simples e eficaz de fazer o corpo queimar gordura e vem conquistando vários adeptos.

blog_shutterstock_265635956

Nela não há restrições alimentares demais ou pesadas rotinas de exercícios, o segredo da popularidade está na disciplina para seguir a dieta toda (que é dividida em quatro fases). No primeiro ciclo, é possível se livrar de até 5kg e nos demais o intuito é manter o emagrecimento.

Será que você está preparada para encarar a dieta dos 17 dias? Veja como funciona:

– Os três primeiros ciclos têm 17 dias cada. Já o último deve ser feito sempre, para que o emagrecimento seja mantido. Alterne dias de baixo com alto consumo para fazer o metabolismo acelerar.

– Se você alcançar sua meta de perda de peso já na primeira ou segunda fase, pule para a última. Caso chegue ao final da terceira sem ainda estar satisfeita, volte ao começo.

– E não esqueça, fazer exercícios físicos melhora o seu desempenho e faz bem para sua saúde!

O primeiro ciclo da dieta dos 17 dias é chamado de ‘Acelerar’. Neste período, você precisa reduzir sua alimentação para, no máximo, 1200 calorias diárias. Neste período, é importante diminuir a ingestão de açúcar e aprender mais sobre a sua digestão. Nessa primeira fase, a perda de peso fica entre 5 e 7 quilos, com ajuda da dieta e também da prática de atividades físicas. A indicação é fazer 17 minutos de exercícios leves, como caminhada, por exemplo.

O ciclo 2 é chamado de ‘Ativar’. Neste segundo momento, você vai alternar a ingestão de 1200 calorias com dias mais calóricos. Isso vai fazer com que seu metabolismo seja desafiado, estimulando a queima de gordura. É esperada uma perda de 3 a 6 quilos. Também será importante fazer 17 minutos de exercícios leves.

No terceiro ciclo, intitulado ‘Alcançar’, o foco é desenvolver bons hábitos e perder entre 1 e 2 quilos. A alimentação não é tão restrita, mas exige trocas inteligentes e reeducação alimentar.

O ciclo 4 é destinado a “Manter” o peso. Você vai conseguir isso através de uma alimentação regrada durante a semana e podendo desfrutar, moderadamente, de seus pratos favoritos no fim de semana.

E aí, curtiu a dieta dos 17 dias? Tente colocá-la em prática e não esqueça, todos os ciclos devem ser acompanhados de exercícios físicos. Escolha um exercício de sua preferência e tente fazer de 30 a 45 minutos de atividade física todos os dias.

E se precisar de medicamentos ou suplementos, é só acessar: http://www.ultrafarma.com.br. 😉