Mau humor? Sai dessa!

Você sabia que o mau humor é responsável por escolhas e decisões erradas na vida de uma pessoa? Pessoas mau humoradas enfrentam problemas nos relacionamentos, no local de trabalho e, em geral, na vida.  Muitas vezes o problema vem logo pela manhã, algumas pessoas tem um mau humor “crônico” ao acordar, isso pode acontecer por causa de uma noite mal dormida ou alguns outros fatores que vamos listar aqui.

shutterstock_150679280

Um dos grandes problemas associados a irritação é uma noite de sono mal dormida. O sono é parte fundamental do nosso dia, por isso, sempre que possível, durma a quantidade que seu corpo pede. Nem sempre será possível, mas tente!

Algumas pessoas não gostam de calor e sol, mas você sabia que os raios ultravioletas são um antídoto contra o mau humor? Pessoas que moram em lugares frios, têm mais chances de serem mau humoradas e depressivas. Isso acontece porque o sol inibe a melatonina, hormônio responsável pelo estado de sonolência.

Ponto fundamental para se livrar da irritação: alimente-se! A fome atrai mau humor. Por isso, jamais deixe de tomar um café da manhã caprichado se você quer sorrir para o dia que está começando. Os carboidratos são os melhores amigos da disposição: leite com chocolate, suco de frutas, pão com queijo ou peito de peru e um pedaço de bolo são opções para acordar com apetite e encarar de peito aberto a agenda do dia. Além disso, reveja todas as suas refeições, pessoas tristes e irritadas são mais propícias a investir em alimentos gordurosos e doces em excesso.

Com o humor “daquele jeito”, além de ingerir alimentos ruins para a saúde, você engordará! Pessoas tristes tendem a se focar no presente. Eles se lembram mais do sabor de um doce do que de suas calorias, capazes de inflar a barriga amanhã ou depois. Já o indivíduo irritado atacará todos os petiscos que ver pela frente. O nervosismo muitas vezes nos faz agir sem refletir. Aí, aquele salgadinho em cima da mesa é devorado inconscientemente.

Antes de descontar sua “raiva” em comida, pense! O simples ato de pensar em algo bacana que tenha ocorrido naquele dia faz você optar por itens mais saudáveis e menos calóricos.

Repense, relaxe e acalme-se! 😉

O que é a asma?

A asma se caracteriza pela inflamação crônica das vias aéreas, o que determina o seu estreitamento, causando dificuldade respiratória. Ela é uma das condições crônicas mais comuns, atingindo cerca de 235 milhões de pessoas no mundo todo, segundo a Organização Mundial de Saúde. Estima-se que, no Brasil, cerca de 10% da população sofra com o problema.

blog shutterstock_155019215

Caracteristicamente, nesta doença os sintomas aparecem de forma cíclica, com períodos de piora. Dentre os sinais e sintomas principais, estão: tosse – que pode ou não estar acompanhada de alguma expectoração (catarro), falta de ar, chiado no peito, dor ou “aperto” no peito.

Os estímulos mais comuns que provocam uma crise de asma são as alterações climáticas, contato com a poeira doméstica, mofo, cheiros fortes, pelos de animais, gripes ou resfriados, fumaça, ingestão de alguns alimentos ou medicamentos. Além disso, alergias alimentares também podem causar crises. Os alimentos mais comuns associados com sintomas alérgicos são: Ovos; Leite de vaca; Amendoins; Soja; Trigo; Peixe; Camarão e outros crustáceos; Alguns conservantes e aditivos acrescentados dos alimentos industrializados também podem desencadear uma crise de asma.

Para se tratar a asma, a pessoa deve ter certos cuidados com o ambiente, principalmente na sua casa e no trabalho. Junto, deverá usar medicações e manter consultas médicas regulares. Faça consultas regulares ao médico e fique ligado nos sintomas.

Você não sabe como se livrar do chulé? Confira todas as nossas dicas!

O chulé é um problema que atinge muitas pessoas. Conviver com ele é constrangedor para quem tem e para quem é “obrigado” a sentí-lo. Ele tira o ânimo e abala a autoestima de qualquer pessoa. Viajar e dividir o quarto com os amigos é complicado, usar o vestiário da academia causa vexame e experimentar um calçado novo antes de comprar é desagradável.

blog shutterstock_143175415

Transpirar é normal e essencial para equilibrar a temperatura dos pés e é por isso que existem glândulas responsáveis por produzir suor. Composto de 99% de água e 1% de sais minerais, esse líquido, por si só, não tem cheiro. Acontece que os pés também abrigam bactérias, que se alimentam de restos de pele morta. O suor e a renovação da pele alimentam as bactérias e após alimentar-se elas soltam gases como o ácido isovalérico e metanotiol, os responsáveis pelo mau cheiro. Como a meia e o calçado não deixam os pés ventilarem, o odor se intensifica. Além disso, a falta de higiene pode provocar o cheiro.

Para se livrar do problema, não use o mesmo calçado por dias seguidos e assim que usar uma meia, coloque-a para lavar. Para que os sapatos não se tornem um reduto de chulé, deixe-os, depois do uso, em um local bem ventilado. Bactérias amam uma área úmida. Para controlá-las, trate de secar bem os pés após o banho e antes de calçar-se. Como falamos anteriormente, a higiene é essencial, pés bem lavados e com unhas devidamente limpas e cortadas evitam qualquer fedor. Se as dicas anteriores não funcionares, utilize produtos próprios para evitar o odor, entre eles estão os talcos, cremes e sprays antissépticos e antitranspirantes.

E você sabia que existem calçados que favorecem o mau cheiro? Evite sapatos de plástico, eles elevam a produção de suor e não deixam os pés ventilarem e as meias sintéticas não absorvem o suor. Por isso, dê preferência aos modelos de algodão.

Esperamos que nossas dicas tenham lhe ajudado! 😉

Tosse, causas e sintomas!

A tosse é um reflexo natural do aparelho respiratório que surge como consequência de alguma irritação. Em muitos aspectos, esse reflexo é benéfico, pois ajuda a expulsar secreção ou corpos estranhos. Há dois tipos: a tosse seca e a tosse produtiva. É a presença ou não de muco que estabelece a diferença. Na tosse produtiva a secreção se movimenta e é eliminada; na seca, esse catarro parece não existir. É importante avaliar se a tosse é, realmente, seca ou se a secreção não flui por desidratação ou tratamento incorreto.

 

blog shutterstock_174195545

Sintomas

Os sintomas associados à tosse podem ajudar a esclarecer sua causa. São eles: secreção nasal (coriza), sensação de secreção que escorre do fundo da garganta, chiado no peito ou falta e ar, queimação no estômago e gosto amargo na boca, tosse com sangue (casos mais raros). A tosse seca noturna pode ser causada por uma reação alérgica e, neste caso, o melhor a fazer é combater a alergia, com o uso de um remédio apropriado.

Causas

O fumo é a principal causa de tosse, porque aumenta o volume de muco produzido pelos brônquios; Outras causas importantes são a sinusite, a síndrome do gotejamento pós-nasal, a asma, as infecções respiratórias e o tempo seco. 

Nossas recomendações para aliviar a tosse são:

* Beba bastante água.

* Se constatar que há sangue na tosse ou a frequência dela aumenta, vá ao médico.

* Evita fumar e estar em lugares com muito fumo e pó enquanto se encontra com tosse.

* Proteja o seu pescoço do frio com um cachecol e abrigue-se para não piorar a tosse.

* Dê preferência aos líquidos quentes, que costumam trazer alívio sintomático. Dê preferência aos chás: chá com limão e mel, de camomila, erva cidreira, erva doce, entre outros. Chá preto e chá mate devem ser evitados por causa do alto teor de cafeína;

* Mantenha a cabeça elevada, à noite, usando travesseiros extras ou levantando a cabeceira da cama com calços;

* Mantenha os ambientes bem ventilados;

* Aumente o teor de umidade do ar com umidificadores ou vaporizadores. Tome banhos quentes prolongados para respirar bastante vapor.

* Não tome remédios por conta própria. Procure assistência médica para diagnóstico e tratamento da tosse.

Caso a tosse não melhore e a situação persista, procure um médico. Cuide-se!